Grandes companhias e o setor público podem fazer mais para reduzir emissões, diz Philips Lighting

Junho 21, 2017

  • O análise de data gubernamental revela que só um terço das organizações divulgam alvos de redução de emissões ou seu desempenho contra elas no seus relatórios annuais
  • Isto apesar dos relatórios organizacionais médios reportando emissões de CO2, equivalentes ao uso anual de energia de 2.421 casas
  • Menos da mitade dessas organizações diz que incentivam ativamente à seus empregados de reduzir emissões de carbono no trabalho

 

Eindhoven, Holanda – As organizações do setor público e privado mais grandes no Reino Unido podem fazer mais para reduzir suas emissões de dióxido de carbono (CO2), segundo Philips Lighting (Euronext Amsterdam: LUZ), líder mundial em iluminação.

 

O análise da companhia1 dos dados mais recentes publicados por CRC Energy Efficiency Scheme revela que organizações incluidas no projeto emitiram um total de mais de 41 milhões de toneladas métricas de dióxido de carbono durante o período 2015/16. Isto é o equivalente às emissões de gases de efeito estufa de 8,7 milhões de veículos de passageros conduzidos por um ano, ou as emissões de CO2 do uso eléctrico anual de 6 milhões de casas2

 

Ainda assim, só um terço (32 por cento) dessas organizações confirmarom que divulgam seus alvos de redução de emissões de carbono no seus relatórios anuais, com 15 por cento dizendo que não e mais da mitade (53 por cento) negam divulgar se fizeram ou não. 

 

Do mesmo jeito, só 29 por cento das organizações divulgam seu desempenho contra os alvos de redução de emissões de carbono, 16 por cento não divulgam seu desempenho e 55 por cento não confirmam se eles faz ou não.

 

Menos da mitade das organizações que apresentam relatórios ao programa (45 por cento) diz que incentivam ativamente à seus empregados de reduzir emissões de carbono no trabalho.

 

A CRC Energy Efficiency Scheme é um relatório e programa de preços de emissões de cabrono orbigatório que abrange grandes organizações do setor público e privado no Reino Unido que usam mais de 6.000 MWh de electricidade por ano e tem pelo menos um medidor de meia-hora ajustado nos mercados de eletricidade de meia-hora. Os sectores incluidos por o projeto geream mais do 10 por cento das emissões de CO2 no Reino Unido. 

 

O análise de Philip Lighting revela que as companhias do setor privado que faz relatórios para o projeto ratearom 22.929 toneladas métricas de emissões de CO2 o ano passado. Para absorver esste nível de CO2, 4.586 hectares de floresta teriam que ser requeridos. Isso é o equivalente à 6.423 estádios de futebol. 

 

Os 496 corpos públicos que relatam ao projeto ratearom só 13 por cento menos, emitindo 19.839 toneladas de CO2 durante o ano. 

 

 "O projeto de CRC foi disenhado para reduzir as emissões das organizações com a maior pegada de carbono no Reino Unido, mas nosso análise sugere que os corpos dos setores públicos e privados mais grandes do pais ainda tem muito que fazer”, diz Nicola Kimm, Chefe de Sustentabilidade, Meio Ambiente, Saúde e Segurança em Philips Lighting. 

 

“Em nosso programa de sustentabilidade, Brigher Lives, Better World, descrevemos alvos ambiciosos para ser alcançados para o 2020, incluindo: ser neutral em carbono, usar electricidade só de fontes renováveis, e enviar zero de resíduos para aterro. Globalmente, mais de dos-terços de nossa electricidades vem de fontes renováveis”, adicionou Kimm. 

 

“Fazer esforços concertados para amelhorar a eficiência energética economiza dinheiro para as organizações, melhora sua reputação e contribui aos alvos de mitigação das alterações climáticas”. 

 

Existem ações relativamente diretas que as organizações podem fazer que podem fazer uma diferença significativa num espaço curto de tempo. Com Philips InterAct Office, os donos de imóveis não tem que tirar e substituir cablagem existente. O sistema usa entradas sem fio que connectam as lâmpadas e luminárias. Ao combinar iluminação LED de alta eficiência com gerenciamento de sistema conectado, pode ser conseguido poupança de energia de até 70 por cento. Philips InterAct Office será introduzido no Reino Unido neste ano. 

 

Emissões totais de CRC por tipo de organização, 2015/161

Tipo de organização
Número de organizações
Tota de emissões CRC (tCO2)
Mídia de emissões CRC do 2015/16 (tCO2)
Companhia
1,338
30,679,494
22,929
Corpo público
496
9,840,260
19,839
Organização
de Indivíduos
29
745,874
25,720
Total geral
1,863
41,265,628
22,150

Nota para editors:

1 O análise de Philip Lighting sob o relatório anual 2015/16 do CRC Energy Efficiency Scheme 

2 Os equivalentes foram calculados usando o Greenhouse Gas Equivalencies Calculator em https://www.epa.gov/energy/greenhouse-gas-equivalencies-calculator 

Para maior informação, favor de contatar

Citigate Dewe Rogerson

Matthew Pears

E-mail: matthew.pears@citigatedr.co.uk

 

Philips Lighting Corporate Communications

Karl Hanuska

Tel: +31 6 10 92 65 50

E-mail: karl.hanuska@philips.com

Sobre Philips Lighting 

Philips Lighting (Euronext Amsterdam: LUZ), líder global em produtos, sistemas e seviços de iluminação, entrega inovaçõs que desbloqueam valores comerciais, fornecendo experiências ricas de usuário que ajudam a melhorar vidas. Servindo mercados professionais e de consumidor, nós lideramos a indústria em alavancar a Internet das Coisas (Internet of Things) para transformar casas, edifícios e espaços urbanos. Com vendas no 2016 de EUR 7,1 bilhões, temos cerca de 34.000 empregados em mais de 70 países. Notícias de Philips Lighting podem ser encontradas no Newsroom, Twitter e LinkedIn. Informação para investidores pode ser encontrada no sítio de Investor Relations