Levar a luz
aos rebentos

Marjoland, Waddinxveen
Países Baixos

 

Saiba como as luzes LED de florescimento estão a ajudar a Marjoland a melhorar a qualidade das plantas.

Saiba como a Bosch está a utilizar a iluminação de escritório para criar um ambiente de trabalho produtivo e poupar energia
Saiba como a Bosch está a utilizar a iluminação de escritório para criar um ambiente de trabalho produtivo e poupar energia
Saiba como a Bosch está a utilizar a iluminação de escritório para criar um ambiente de trabalho produtivo e poupar energia
Saiba como a Bosch está a utilizar a iluminação de escritório para criar um ambiente de trabalho produtivo e poupar energia
Saiba como a Bosch está a utilizar a iluminação de escritório para criar um ambiente de trabalho produtivo e poupar energia
Saiba como a Bosch está a utilizar a iluminação de escritório para criar um ambiente de trabalho produtivo e poupar energia
Saiba como a Bosch está a utilizar a iluminação de escritório para criar um ambiente de trabalho produtivo e poupar energia
Saiba como a Bosch está a utilizar a iluminação de escritório para criar um ambiente de trabalho produtivo e poupar energia
Saiba como a Bosch está a utilizar a iluminação de escritório para criar um ambiente de trabalho produtivo e poupar energia
Saiba como a Bosch está a utilizar a iluminação de escritório para criar um ambiente de trabalho produtivo e poupar energia
Saiba como a Bosch está a utilizar a iluminação de escritório para criar um ambiente de trabalho produtivo e poupar energia
Saiba como a Bosch está a utilizar a iluminação de escritório para criar um ambiente de trabalho produtivo e poupar energia
Saiba como a Bosch está a utilizar a iluminação de escritório para criar um ambiente de trabalho produtivo e poupar energia

Com a iluminação convencional,
pouca luz chega

às folhas mais baixas, onde se produzem os novos rebentos. Por isso, os módulos de iluminação interior fazem chegar a luz às partes que antes ficavam na sombra.”

 

-Daniël van de Nouweland, Marjoland

Desafio do cliente

 

A Marjoland é um viveiro progressivo. Investe constantemente em tecnologia inovadora que aumente a sustentabilidade para o futuro. Em parceria com a Philips, a empresa procurou uma forma de otimizar a produção, poupar energia e aumentar a qualidade do produto.

A iluminação adequada

 

A Marjoland já tinha realizado experiências com a iluminação interior LED. No entanto, para cumprir os novos objetivos, eram necessários testes planeados de forma inteligente. A empresa reservou 1000 m2 para otimização e testes da receita de luz que tinha concebido.

 

Foram instalados vários conceitos de iluminação na Marjoland. Os testes envolveram módulos LED combinados com lâmpadas SON-T. Os módulos foram posicionados na cultura de forma a iluminar a base das plantas, onde é estimulado o desenvolvimento de novos rebentos. Além disso, a luz foi posicionada de modo a brilhar sobre as folhas que normalmente recebem pouca luz, pois é aqui que os novos rebentos são produzidos.

 

Os testes revelaram alguns resultados positivos. A Marjoland descobriu que, ao utilizar o espetro de luz correto e ao posicionar as luzes corretamente, os rebentos podem desenvolver-se mais depressa. Ao utilizar estas condições de crescimento otimizadas, a empresa consegue cultivar uma grande quantidade de plantas de alta qualidade a um custo reduzido.

 

O desempenho economizador do LED significa que a Marjoland vai manter o consumo energético e as emissões de carbono a um nível reduzido.

Criar
viveiros otimizados

A equipa

Marjoland

Produtor

Casos relacionados

You are now visiting our Global professional lighting website, visit your local website by going to the USA website