Cultivo saudável
com 60% menos consumo

Instituto Biosomática-Holambra, 
Brasil


O objetivo da pesquisa desenvolvida pelo Instituto Biosomática é descobrir por meio de testes com diferentes cores, qual é o melhor tipo de iluminação para cada cultura testada.

É possível
proporcionar

economias e aumento de produção, pois além de plantas mais vistosas e saudáveis, a iluminação de LED também reduz o consumo de energia, que nesses casos chegam a 60%, quando comparadas a tecnologias tradicionais de iluminação.”


- Pesquisa do Instituto

A solução ideal

 

No total foram 88 módulos, sendo que cada prateleira contém dez barras de ‘vermelho deep’ e seis de azul e ‘vermelho far’. Além dos LEDs, o projeto ainda conta com controles Dynalite associados aos módulos para possíveis dimerizações e criação de diversos cenários, e um painel de controle.

O Projeto

 

A iluminação é um importante fator no crescimento de flores, frutos, plantas e vegetais. A flora necessita de luz para a realização da fotossíntese, processo de alimentação das plantas, e cada cultura utiliza uma cor específica de luz para se desenvolver, sendo que muitas pesquisas mostram que o azul e o vermelho em espectros específicos são os mais importantes para esse processo.

Por isso, o Instituto Biosomática, em parceria com a Philips, vem realizando testes sobre os efeitos da iluminação dos LEDs, diodos emissores de luz, no crescimento das plantas.

O centro de pesquisas e desenvolvimento do Instituto Biosomática está localizado em Holambra, cidade do interior de São Paulo, que possui vocação para a agricultura, sendo conhecido como o maior centro de produção de flores e plantas ornamentais da América Latina.

Controles Dynalite


Controlador Multiproposta

Saiba mais

Casos relacionados

You are now visiting our Global professional lighting website, visit your local website by going to the USA website