Cultivo saudável
com 60% menos consumo

Instituto Biosomática-Holambra, 
Brasil


O objetivo da pesquisa desenvolvida pelo Instituto Biosomática é descobrir por meio de testes com diferentes cores, qual é o melhor tipo de iluminação para cada cultura testada.
Bandejas Instituto Biosomatica

É possível
proporcionar

economias e aumento de produção, pois além de plantas mais vistosas e saudáveis, a iluminação de LED também reduz o consumo de energia, que nesses casos chegam a 60%, quando comparadas a tecnologias tradicionais de iluminação.”


- Pesquisa do Instituto

controle Dynalite

A solução ideal

 

No total foram 88 módulos, sendo que cada prateleira contém dez barras de ‘vermelho deep’ e seis de azul e ‘vermelho far’. Além dos LEDs, o projeto ainda conta com controles Dynalite associados aos módulos para possíveis dimerizações e criação de diversos cenários, e um painel de controle.

Prateleiras com plantas

O Projeto

 

A iluminação é um importante fator no crescimento de flores, frutos, plantas e vegetais. A flora necessita de luz para a realização da fotossíntese, processo de alimentação das plantas, e cada cultura utiliza uma cor específica de luz para se desenvolver, sendo que muitas pesquisas mostram que o azul e o vermelho em espectros específicos são os mais importantes para esse processo.

Por isso, o Instituto Biosomática, em parceria com a Philips, vem realizando testes sobre os efeitos da iluminação dos LEDs, diodos emissores de luz, no crescimento das plantas.

O centro de pesquisas e desenvolvimento do Instituto Biosomática está localizado em Holambra, cidade do interior de São Paulo, que possui vocação para a agricultura, sendo conhecido como o maior centro de produção de flores e plantas ornamentais da América Latina.

Controles Dynalite

Controles Dynalite


Controlador Multiproposta

Saiba mais

Casos relacionados